Making of / processo (5) – arte vetorial
26 de setembro de 2016

Wallace Vianna é designer e ilustrador/desenhista.

Segue aqui um pequena explicação, a partir de uma arte de cartão de aniversário.

A explicação é sobre como chegar a ilustração final, usando apenas ferramentas de desenho vetorial 2D; neste caso, o Corel Draw, versão X6 (mas válido para outros programas, como o Illustrator e versões anteriores do Corel, que suportem uso de malha 2D).

Não é um tutorial sobre como fazer o desenho inteiro, apenas um pedaço dele, já que a solução aqui descrita se aplica às demais partes da arte.

Nosso objeto de estudo e exemplo é a ilustração de um cartão de natal:
mk-of-processo-vetorial-0

(mais…)

Anúncios

Corel por assinatura
28 de agosto de 2013

Wallace Vianna é designer gráfico e webdesigner.

corel-assinatura-2

Até a corel está migrando para o chamado SaS (traduzindo, Software enquanto serviço), ao oferecer o seu carro-chefe, o Corel Draw em assinatura mensal ou anual.

Na verdade há 3 modalidades de se adquirir o programa: em versão completa, de atualização ouvia  download eletrônico; a segunda seria assinatura com pagamento mensal ou anual; a terceira seria a associação, que permite que os usuários do software obtenham recursos adicionais, online, no site da Corel.

Como citei outras vezes neste blog, as empresas de software estão migrando aos poucos para o software online, flexibilizando o uso do software, seja como produto (comprou, levou) ou como serviço prestado ( aluguel de software).
Acho que faz todo o sentido as opções de compra ou aluguel de software, instalado ou online. Para quem faz uso limitado dos programas o aluguel está perfeito, pois em breve as propagandas irão pagar o uso desses programas. Pra quem precisa de velocidade e/ou variedade de recursos, o software instalado cumpre bem esse papel.

Um passo além é o que a Microsoft fez com sua linha de programas, oferecendo uma versão limitada, online, gratuita, para quem é cadastrado nos sites da Microsoft (Live.com), como por exemplo, o SkyDrive.

Fico imaginando quando o software livre irá adotar a mesma filosofia (Apache Open Office online, p.ex.).