Crowd Sourcing: mão de obra coletiva

images

Sites de Crowd Sourcing/CS (mão de obra coletiva) são voltados pra projetos e serviços de design, TI, marketing e até construção civil.

Eles intermediam serviços (como o PayPal ou o PagSeguro intermediam pagamentos) permitindo clientes encontrarem profissionais freelance/autônomos e vice-versa.

Como existe certo preconceito no mercado sobre esse tipo de abordagem, por isso resolvi falar agora desses sites de CS de maneira fundamentada, me cadastrando no site Workana.

Prós:

  • O legal deste site é a facilidade/rapidez de se achar profissionais e conseguir orçamentos.
  • Outra coisa boa é poder escolher os trabalhos que lhe interessam, seja pelo valor, prazo ou tarefa.
  • Por fim, mesmo não sendo uma ferramenta de gerência de projetos strictu ou latu sensu, pessoas que não estudaram gerência de projetos podem ter a certeza de não levar calote.

Contras:

  • O lado ruim é o cliente pagar mais para fechar um serviço ou o profissional ter de reduzir seu lucro, além de só receber no final (em projetos longos, de mais de um mês isso pode ser problema, apesar do Workana propor como prazo uma semana).
  • Outro ponto negativo seria o cliente definir o valor e o modo de execução do projeto, mas isso é regulado pela lei da oferta e procura, além do acordo entre as partes.
  • Mas o pior talvez seja o fato de que para o profissional  ter acesso a trabalhos muitas vezes tenha de ser associado a um plano pago (isso deve explicar porque eu, como associado gratuito não fechei nenhum projeto neste site) e a dificuldade de achar profissionais, com o menor custo e que levem o trabalho até o fim.

Por fim, não existe padronização de interface de usuario (UI) para realização das tarefas (você tem que descobrir onde estão as coisas que deseja fazer, no site), e o suporte, pra quem não paga para usar o site, não é rápido.

Assim sendo, cadastrado como cliente e profissional freelancer no site Workana para fazer esse artigo, relaciono a seguir questões comuns sobre o funcionamento deste site, a exemplo de outros, para o leitor tirar suas conclusões.

– Depois de fazer o cadastro por onde se começa?

Se puder pagar para usar o site você terá entre outras vantagens, suporte técnico; liberdade de procurar profissionais sem limites diários, semanais ou mensais; acesso a projetos antes dos usuários “gratuitos”; maior chance de fechar projetos como freelancer.
Considere isso ao usar este site.

Você pode propor um projeto (procurar profissionais como cliente) ou procurar projetos como freelancer/profissional no menu de opções.

Em ambas situações acima um porcentual do valor do serviço fica para o Workana. Considere que se pretende pagar 500,00 por um serviço, o profissional vai ter de propor um valor de 550,00 para o Workana tirar sua parte (e o profissional não ficar no prejuízo).
O inverso tambem vale: se o cliente oferece 500, 00 por um serviço, tenha em mente que seu concorrente pode propor 450,00 pro Workana ficar com 50,00 e ele com 400,00 (eliminando a concorrência).
Concorrencia predatoria? Acho que existe trabalhador e necessidades para todos os perfis, e o preço segue essa lógica.

Se procura trabalho como profissional/freelancer é bom preencher seus dados deste perfil com o máximo de informações. As suas informações e as avaliações (positivas e negativas) dos clientes no site irão fazer a diferença na hora de escolherem você para um trabalho.
Mas aqui é como o mercado de trabalho “offline”: você será escolhido de acordo com a necessidade do projeto. De nada adianta ter doutorado se procuram um profissional para realizar serviço de estagiario (e vice-versa). Se paga pra usar o Workana e seu currículo não o ajudar a fechar serviço imediatamente, considere refazer seu currículo (incrementando ou reduzindo).

Se procura trabalho como cliente tenha alguns cuidados ao criar um projeto:

  • preencha todos os campos que descrevem o seu serviço da maneira que o Workana sugere, mas tenha em mente que nem sempre haverão tags/etiquetas/palavras pré-definidas que descrevam seu serviço.
    E, apesar de haverem opções para sugerir/inserir novas tags/palavras-chave o Workana nem sempre vai te deixar sugerir essas palavras.
  • ao descrever o projeto informe logo no inicio o valor do projeto e se procura estudante ou profissional, experiente ou não; pessoa com ou sem formação, para trabalho especializado ou não.
    Isso vai filtrar sua busca enormemente.
    A seguir tente descrever as tarefas e conhecimentos exigidos, o que espera do projeto e profissional, e o que o trabalho oferece de interessante para atrair as pessoas certas.

    Falo isso pois sempre haverão pessoas que ficarão fazendo muitas perguntas sobre o trabalho ou não responderão as suas perguntas. Seja educado e descarte imediatamente essas pessoas que não tem foco, discernimento e ainda se consideram caras. Veja um exemplo do que digo aqui:


Sem querer ser preconceituoso mas preste atenção na foto da pessoa – assim como o modo de vestir, falar ou se portar, isso fala muito sobre a pessoa.

– Não quero escolher o profissional agora mas continuo recebendo propostas. O Workana permite pausar um projeto publicado?

Tecnicamente sim, mas na prática você precisa escolher um profissional para parar de receber propostas.
Você pode aceitar uma proposta/orçamento e combinar com o profissional dar seguimento mais tarde.

– Eu perco contato com outros profissionais ao aceitar uma proposta?

Não, todas as propostas/conversas com profissionais ficam guardadas no seu projeto (a não ser que voce as apague).
Você ainda pode incluir alguns profissionais numa lista de seus favoritos – basta clicar no nome do profissional, acessar o perfil dele e clicar na estrela ao lado do nome.

– Fechei com um profissional, mas tenho como renegociar o serviço?

Há opções no Workana para renegociar valores e prazos de entrega do serviço.

– Tenho como trocar de profissional no meio do serviço?

Se pintar insatisfação com o serviço, Workana tem como opções fazer mediação (não liberar o pagamento, encerrar o trabalho) e depois criar outro o projeto para convidar outros profissionais.

– Busco por profissional pelo nome mas ele não aparece na busca do Workana.

Pode ser porque seu plano é gratuito. Na duvida, sempre que encontrar um profissional que lhe agrade, salve nos favoritos.

– Digitei um NÚMERO, e-mail ou palavra e eles foram APAGADOS da conversa com o profissional.

O Workana acha que o número, p.ex. é de telefone e remove automaticamente.
Após o trabalho essas regras são parcialmente flexibilizadas.

 

Em resumo, sites de mão de obra coletiva tem suas qualidade e defeitos, assim como a vida real. Resta a pessoa escolher qual midia deseja usar para contratar autônomos.
Normalmente quando a propria pessoa anuncia na midia, está mais disponivel e interessada em fechar trabalho, do que em sites de CS.

De certo há apenas o fato de que, com muito dinheiro, não há problemas para se contratar (apenas selecionar).

Imagem deste post: Tech Republic

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: