Reflexões profissionais 2013:2

Wallace Vianna é designer gráfico e webdesigner.

Conversando com colega de trabalho sobre o que fazer ao lidar com pessoa fechada a opinião das pessoas a sua volta.”Deixar pra lá”, foi a resposta da colega e nosso consenso.”mais tarde a pessoa descobre que você tinha razão”.
Volta e meia sou obrigado a fazer isso, até porque meu trabalho é entregar o que me pedem (no caso, sites para a web). Há exceções a regra e situações em que consigo contornar esse  problema. Mas de modo geral as pessoas ignoram a máxima de que se temos dois ouvidos e uma boca, ouvir é mais importante do que falar.
Falo isso pois frequentemente tenho clientes que ignoram certos conselhos meus, o que me fez escrever uma ou duas receitas de bolo sobre como as coisas funcionam em projetos de webdesign.
Quando comecei a trabalhar com webdesign, um site era como um cartão de visitas ou portfólio pessoal. Hoje em dia, fazer um site e não desenvolver certas ações é como montar uma casa perfeita no meio do deserto. Vai dar trabalho alguém chegar até você, e no final das contas a casa vai ser vendida ou abandonada.
Por isso que dá pena levar meses para entregar um site que será abandonado meses depois, só por falta de (a) uma conversa de 15 minutos, (b) três e-mails ou (c) ler pequenos posts em meu blog…


Uma matêria da ComputerWorld/UOL (9 fatores a serem analisados antes de aceitar um novo emprego) mostra algo em que sempre acreditei: funcionário tem de ser “empregável”, e as empresas/chefes tem de ser “trabalháveis”.
Quem trabalha tem de agregar valor ao que faz, e quem contrata tem de oferecer algo de valor além do salário para manter bons funcionários.
A alta rotatividade de uma famosa empresa de fast-food norte-americana ilustra muito bem esse meu raciocínio.


Observar o mercado de trabalho é fundamental. Deve ser por isso que faltam profissionais de nível técnico como padeiros, pedreiros ou cozinheiros: o mito de que só ocurso superior traz boa remuneração criou o mito de que profissões de nível técnico não tem valor, gerando falta desses profissionais,e aumentando seus salários (!). Já lí que um padeiro em SP ganha R$ 4.000,00.

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: